A IGREJA DE TIATIRA

CARTA À IGREJA DE ESMIRNAA IGREJA DE TIATIRA

“Ao anjo da igreja em Tiatira escreve: Estas cousas diz o Filho de Deus, que tem olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao bronze polido: Conheço as tuas obras, o teu amor, a tua fé, o teu serviço, a tua perseverança e as tuas últimas obras, mais numerosas do que as primeiras. Tenho, porém, contra ti o tolerares que essa mulher, Jezabel, que a si mesma se declara profetisa, não ainda seduza os meus servos a praticarem a prostituição e a comerem cousas sacrificadas aos ídolos. Dei-lhe tempo para que se arrependesse; ela, todavia, não quer arrepender-se da sua prostituição. Eis que a prosto de cama, bem como em grande tribulação os que com ela adulteram, caso não se arrependam das obras que ela incita. Matarei os seus filhos, e todas as igrejas conhecerão que eu sou aquele que sonda mente e corações, e vos darei a cada um, segundo as vossas obras. Digo, todavia, a vós outros, os demais de Tiatira, a tantos quantos não têm essa doutrina e que não conheceram, como eles dizem, as cousas profundas de Satanás: Outra carga não jogarei sobre vós; tão somente conservai o que tendes, até que eu venha”
(Apocalipse 2.18-25)
A igreja em Tiatira é caracterizada por: obras, amor, fé, serviço, perseverança, últimas obras
mais mais numerosas do que as primeiras, e a tolerância para com Jezabel.
Essa igreja tinha todas as qualidades para ser, no mínimo, como a igreja de Esmirna: tinha
obras, amor, fé e, além disso, perseverança. Infelizmente tinha também tolerância para com Jezabel,
a mulher que, intitulando-se profetisa, não somente ensinava, como também seduzia cristãos a
praticarem a prostituição e comerem coisas sacrificadas aos ídolos. Exatamente o mesmo que a
igreja de Pérgamo praticava. Por isso mesmo, essa igreja tornava-se repreensível.
Acredita-se que Jezabel era uma devota de Diana ou Artemis, seu outro nome, e que, possuindo
beleza e o dom da liderança, seguida de gente influente na cidade, e que, atraída à causa
crescente do cristianismo, juntara-se à igreja, mas insistia no privilégio de ensinar e praticar
prazeres licenciosos, alegando que a sua doutrina era inspirada. Esse, aliás, é o meio infame que
o diabo tem usado para tentar destruir a igreja do Senhor Jesus. Sempre que ela começa a se
desenvolver e glorificar o Senhor com almas redimidas, o diabo contra-ataca, enviando pessoas
dele, para criarem divisões, intrigas, doutrinas falsas, adultérios, roubos, mentiras, enfim, toda a
sorte de sujeira do seu reino para dentro da igreja, para tentar desmoralizá-la perante a opinião
pública. Quando tudo isso não alcança o seu objetivo, ele providencia a perseguição por parte
das próprias autoridades.
Chamou-se Jezabel porque, tal e qual a esposa do rei Acabe, que introduzira a abominação do
culto de Astarte em Israel, estava introduzindo as mesmas práticas pecaminosas na Igreja Cristã.
“Dei-lhe tempo para que se arrependesse; ela todavia, não quer arrepender-se da sua prostituição. Eis que a prostro de cama, bem como em grande tribulação os que com ela adulteram, caso não se arrependam das obras que ela incita. Matarei os seus filhos, e todas as igrejas conhecerão que eu sou aquele que sonda mente e corações, e vos darei a cada um, segundo as vossas obras”
(Apocalipse 2.21-23

Olá, gostaria muito que você deixasse logo abaixo o seu comentário sobre esse assunto, é muito importante a sua opinião para nós. Muito obrigado por ler o artigo.